DESTAQUES

Histórias de sucesso do nosso movimento global de milhões de pessoas.

AVAAZ
A Avaaz está fechando a brecha entre o mundo em que vivemos e o mundo que queremos, uma campanha de cada vez.

Idealismo criativo

Idealismo criativo

Tortura, Guantanamo e os EUA

map

  • Setembro de 2009
  • Anúncios em Washington DC pagos por doações d
Inspirados pelo apoio incentivo continuo por campanhas para acabar com a tortura e com uma maioria clara dos norte-americanos concordando, a Avaaz lançou uma campanha de anúncios nos metrôs de Washington DC. Os anúncios foram pagos por milhares de doações de membros da Avaaz do mundo todo. Eles serviram como um lembrete aos congressistas dos Estados Unidos de que a tortura é ilegal, anti ética, assim como desculpa para o recrutamento para as redes do Osama Bin Laden e da Al Qaeda.

A nossa mensagem audaciosa foi coberta pela mídia internaional incluíndo o Washington Post e Der Spiegel, resonando também pela capital dos Estados Unidos, levando nosso chamado pelo fim do presídio de Guantanamo.

Política em rede

Política em rede

Democracia para Zimbábue

map

  • Março de 2008
  • 150.000 assinaturas na petição
Durante as semanas seguintes, a Avaaz conduziu e contribuiu para várias ações em apoio à democracia e grupos da sociedade civil do Zimbábue. Quando estivadores da África do Sul se recusaram a descarregar armamentos chineses que seriam levados para o Zimbábue, a Avaaz trabalhou com centrais sindicais nos países do Sul da África e com a Rede de Controle de Armas, para acompanhar a rota do navio, mobilizar grupos na região e apoiar sindicatos que estavam se recusando a descarregar o navio. Por fim, não encontrando um cais disposto a descarregar os armamentos, a China retornou o seu cargueiro. A Avaaz iniciou também uma vigorosa e rápida resposta, mobilizando a pressão global em torno dos abusos específicos dos direitos humanos em Zimbabwe, alertando membros do mundo todo a atrocidades específicas cometidas no país e permitindo a todos inundar embaixadas e consulados zimbabuenses com mensagens -- mostrando que o mundo está atento e que os violadores devem ser levados à justiça. E quando ficou claro que o segundo turno das eleições em junho seriam uma farsa, a Avaaz lançou