Protejam as crianças da Síria agora!

Ao Conselho de Segurança da ONU e ao Secretário-geral da ONU Ban Ki-moon:

Enquanto cidadãos de todos os países do mundo, exigimos que os senhores se comprometam imediatamente com o envio de pelo menos 3.000 monitores internacionais para a Síria, com um mandado para proteger os civis, e para acelerar a definição de um plano de transição política. Após o vil massacre de dezenas de crianças em Al Houla, somente tal presença pode prevenir o assassinato de crianças inocentes e famílias, e somente um plano urgente com um roteiro de atividades claro pode dar um fim ao conflito sírio. Temos uma responsabilidade de proteger o povo sírio e o mundo não pode mais olhar para outro lado.
 
Você já é um apoiador da Avaaz? só precisa preencher seu email e clicar "Enviar"
Primeira vez aqui? Por favor preencha o formulário.

Postado:  28 março 2012
As imagens de Al Houla, na Síria, feitas na sexta-feira são brutais demais para se olhar. Eu tenho uma filha de 5 anos e sei que somente a sorte de ter nascido em outro lugar a separa deste horror. Mas o meu choque me levou a escrever isso, pois eu acredito que todos nós podemos fazer algo juntos para acabar com essas atrocidades.

Dezenas de crianças jazem cobertas de sangue, seus rostos mostram o medo que elas tiveram antes de morrer, e seus corpos inocentes sem vida revelam um massacre indescritível. Essas crianças foram abatidas por homens que estavam sob ordens estritas de espalhar o terror. E, mesmo assim, tudo o que os diplomatas conseguiram fazer até agora foi enviar alguns monitores da ONU para 'observar' a violência. Agora, os governos em todo o mundo estão expulsando os embaixadores sírios, mas a menos que demandemos uma forte ação no local, eles irão se satisfazer com essas medidas diplomáticas ineficientes.

A ONU está discutindo o que fazer nesse exato momento. Se houvesse uma ampla presença internacional em toda a Síria, com um mandado para proteger os civis, poderíamos prevenir os piores massacres ao mesmo tempo em que os nossos líderes se engajariam em esforços políticos para resolver o conflito. Não suporto ver mais imagens como aquela sem ter vontade de gritar para toda a cidade ouvir. Mas para impedir a violência, vai ser preciso que todos nós, em uma única voz, exijamos proteção para essas crianças e suas famílias. Assine a petição para exigir a ação imediata da ONU e compartilhe esta campanha com todos.

Alice Jay, diretora de campanhas da Avaaz

Avise Seus Amigos

Clique para copiar: