A maior e mais efetiva comunidade de campanhas online para mudanças

Regulamentação do exercício da profissão de Ecólogo

Regulamentação do exercício da profissão de Ecólogo
  
  

 


Por que isto é importante

A Ecologia é uma ciência teórica e prática que tem como objetivo estudar os padrões e processos envolvidos na ocorrência e distribuição da biodiversidade. É somente entendendo o que uma espécie precisa para ocorrer e sobreviver em um local que poderemos aliar conservação do meio ambiente com desenvolvimento socioeconômico e qualidade de vida da população humana. O Brasil, um dos países mais megadiversos do mundo, é um ponto chave para o desenvolvimento da ciência Ecologia. Ao lado disso, é um dos maiores exportadores de minérios e outros recursos naturais e, portanto, tem um grande potencial econômico que depende diretamente da conservação dos recursos naturais. Neste contexto, profissionais do meio ambiente estão sendo cada vez mais reconhecidos pela importância da ação por um desenvolvimento sustentável do país. O homem está reconhecendo a importância do meio ambiente para a própria sobrevivência, uma vez que é parte dele. Em meio a isso está o Ecólogo, profissional com formação multidisciplinar reconhecida pelo MEC, capaz de se comunicar com todas as áreas de conhecimento. O curso de graduação em Ecologia é oferecido desde 1976 por 10 universidades no Brasil, entre públicas e privadas. Neste momento, mais de 4 mil alunos cursam a graduação em Ecologia no Brasil. A graduação em Ecologia permite a visão da vida em todos os âmbitos, e cada inter-relação que existe para o seu surgimento e sua perpetuação. Uma vez que as questões ambientais, por sua grande complexidade, requerem uma abordagem multi e interdisciplinar, o Ecólogo está preparado para tratá-las em seus aspectos ecológicos e nas suas interfaces com as demais áreas do conhecimento, sendo peça chave em estudos e negociações ambientais tanto em pesquisas (em Institutos, consultorias, etc.) e ONGs quanto em empresas. Em uma situação ambiental como a atual (no âmbito não só brasileiro como mundial), é inaceitável que um profissional de tamanha importância, com uma graduação reconhecida pelo MEC, não tenha a sua regulamentação aprovada.

Postado maio 29, 2013
Relatar isso como inapropriado
Clique para Copiar: