Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies.
OK

Vencemos! STF: queremos eleições limpas.

Para os Ministros do Superior Tribunal Federal:

Como cidadãos preocupados com o futuro das eleições de nosso país, pedimos a V. Exas que anulem a decisão de tirar o poder do Ministério Público de iniciar investigações sobre crimes eleitorais sem prévia autorização judicial. Enfraquecer quem tem o poder de investigar é um erro e a sociedade já mostrou que quer investigações independentes, rápidas e eficazes, e não medidas como essa, que aumentam a lentidão e a burocracia. Assim garantiremos eleições limpas e justas em 2014.

Já participa da Avaaz? Digite seu email e clique "Enviar":
Primeira vez? Por favor preencha o formulário:
Ao juntar-se a esta campanha você concorda em receber emails da Avaaz. Nossa Política de Privacidade protegerá seus dados - no link explicamos como eles serão usados. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

As eleições deste ano podem ficar sem investigações de caixa dois, compra de votos e abuso de poder econômico – todas paradas na gaveta da Justiça Eleitoral. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) adotou uma regra para que o Ministério Público só inicie investigações se um juiz de direito as autorizar. Temos apenas algumas horas para reverter essa medida e salvar nossas eleições!

O Supremo Tribunal Federal (STF) vai dar a palavra final sobre isso hoje. A não ser que nos mobilizemos, nossas eleições poderão ser marcadas por abuso e corrupção e nossos votos perdidos em meio à compra de votos, dentre outras manobras possíveis.

O Tribunal se reúne em algumas horas e essa é a nossa última oportunidade de fazer valer a luta por eleições limpas. Juntos, nós acabamos com a PEC37. Agora, vamos fazer o mesmo com essa "lei da gaveta". Assine a petição, envie para todos que você conhece e ela será entregue aos Ministros antes da votação.

Compartilhe nas redes

Clique para copiar: