Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies.
OK

SALA DE IMPRENSA

Fatos da Avaaz

A Avaaz é uma organização global com uma simples missão democrática: aproximar o mundo que temos agora do mundo que a maioria das pessoas deseja ter em todo o planeta.

Perguntas frequentes:

  • Onde é a sede da Avaaz? Os membros da equipe central da Avaaz estão espalhados por 18 cidades em cinco continentes e usam ferramentas on-line para trabalhar em equipe em um "escritório virtual", com o apoio de uma rede internacional de milhares de voluntários.
  • Como a Avaaz é financiada? A Avaaz é 100% financiada por doações pequenas feitas via internet por milhões de membros em todo o mundo. Até agora, já recebemos mais de $15 milhões (€11 milhões) em doações pela internet, com uma média de $35/€25 por doação. Não aceitamos recursos estatais, nem de empresas privadas, e as doações que recebemos não são dedutíveis do imposto de renda, de modo que nossa comunidade é que decide o que fazemos e dizemos.
  • Quem fundou a Avaaz? A Avaaz.org foi fundada em iniciativa conjunta da Res Publica, grupo global de apoio à cidadania, e do Moveon.org, comunidade virtual pioneira em ativismo via internet nos Estados Unidos. A equipe de cofundadores também incluía um grupo de empreendedores sociais de destaque oriundos de seis países, entre eles Ricken Patel (nosso Presidente fundador e Diretor Executivo), Tom Periello, Tom Pravda, Eli Pariser, Andrea Woodhouse, Jeremy Heimans e David Madden.
  • Onde vivem os membros da Avaaz? Os países com o maior número de membros são o Brasil e a França. Para ver um mapa-múndi com a localização geográfica dos membros da Avaaz, visite esta página.
  • O que significa "Avaaz"? Avaaz significa "voz" ou "canção" em muitas línguas, entre eles hindi, urdu, nepali, turco, farsi e bósnio.
  • O ativismo virtual funciona mesmo? Sim! A tecnologia sozinha não gera transformações, mas pode turbinar campanhas que tenham uma clara estratégia e teoria visando a transformações. Conectando cidadãos além das fronteiras em escala e velocidade antes impossíveis, as ferramentas on-line permitem que muitas ações pequenas se somem para gerar um forte impacto. Leia sobre o impacto das campanhas da Avaaz na página de destaques.