Clique em Configurações de Cookies para usar este recurso.
Em seguida, clique em 'Permitir Todos' ou ative apenas os 'Cookies Publicitários'
Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies.
OK
CPI DA FUNAI JÁ: O Brasil exige que os Deputados Federais investiguem a FUNAI urgente!

CPI DA FUNAI JÁ: O Brasil exige que os Deputados Federais investiguem a FUNAI urgente!

3,684 assinaram. Vamos chegar a   5,000
3,684 Apoiadores

 

Complete a sua assinatura

,
Ao juntar-se a esta campanha você concorda em receber emails da Avaaz. Nossa Política de Privacidade protegerá seus dados - no link explicamos como eles serão usados. Você pode se descadastrar a qualquer momento.
Esta petição foi criada por Conselho Comunitario da Enseada de Brito da Enseada de B. e pode não representar a visão da comunidade da Avaaz.
Conselho Comunitario da Enseada de Brito da Enseada de B.
começou essa petição para
Câmara dos Deputados,
Palácio do Congresso Nacional
A FUNAI hoje não está mais à altura da responsabilidade para a qual foi criada. Teoricamente, seria o órgão que executaria a política indigenista do Estado brasileiro, mas acabou muito manipulada por ONGs estrangeiras. O Estado não dota a FUNAI das verbas que precisa e como ela foi criada sob o regime jurídico de uma fundação pública, pode receber dinheiro de ONGs. Isto acabou abrindo um espaço horrendo para a corrupção e a mutilação da verdadeira política indigenista brasileira.
As ONGs pintam um quadro de ameaças, mentiras e fraudes antropológicas em processos demarcatórios por todo o Brasil, sob o argumento corrompido de estarem amparadas pelo artigo 231 da Constituição Federal e pela Convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho, ferindo dezenas de preceitos previstos na Carta Constitucional como Direitos e Garantias Fundamentais de todos os brasileiros.
Nas demarcações de terras indígenas nos Estados de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul foram adotados “modelos amazônicos” de demarcação, de modo que, nestes Estados, além do forte impacto das perdas de áreas produtivas, trabalhadores e pescadores urbanos também estão perdendo suas terras.
Diante disso, pedimos à Câmara dos Deputados Federais que, URGENTEMENTE, seja dado início à CPI DA FUNAI para desvendar todas as mentiras e interesses que estão por trás das demarcações, requerendo documentos sigilosos e solicitando a quebra do sigilo bancário dos membros das ONGs que atuam e atuaram na FUNAI
Postado: 7 abril 2013 (Atualizado: 14 abril 2015)