Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies.
OK
Vitória
Esta petição foi encerrada
CORAL PAULISTANO "MARIO DE ANDRADE" abre a temporada de 2014

CORAL PAULISTANO "MARIO DE ANDRADE" abre a temporada de 2014

Vitória
Esta petição foi encerrada
8,229 assinaram. Vamos chegar a   10,000
8,229 Apoiadores

deborah r.
começou essa petição para
Prefeito de São Paulo, Exmo. Sr. Fernando Haddad.,
Secretário Municipal de Cultura, Sr. Juca Ferreira.,
Diretor Geral da Fundação Theatro Municipal de São Paulo, Sr. José Luiz Herencia.

Depois de muita briga a vontade do povo de São Paulo prevaleceu e nesta sexta haverá o primeiro concerto oficial do grupo, que conseguiu se manter vivo graças à ajuda de muita gente.


Coral Paulistano Mário de Andrade homenageia seu fundador!!

Apresentação acontece dia 14/03 no Salão Nobre do Theatro Municipal de São Paulo com preço único de R$10, e será reapresentada no CEU Butantã e no Centro Cultural São Paulo


O Coral Paulistano Mário de Andrade, grupo artístico da Fundação Theatro Municipal (FTMSP), apresenta na sexta-feira (14/03), às 20h, no Salão Nobre do teatro o concerto que marca a abertura da temporada 2014 do coral, sob a direção do maestro Martinho Lutero, novo regente titular e diretor artístico do grupo.

No programa da primeira apresentação estão o “Réquiem”, op. 48 de Gabriel Fauré (1845-1924) e a “Missa Breve” do compositor paulista Aylton Escobar, que inclui no Agnus Dei o poema “O Grifo da Morte” de Mario de Andrade.

O programa traz ainda a “Missa Breve” do compositor paulista Aylton Escobar, que inclui no Agnus Dei o poema “O Grifo da Morte” de Mario de Andrade. A obra foi escrita em 1969 pelo então jovem Escobar, que traz ao universo da musica brasileira a linguagem de vanguarda do final dos anos 60 com seus clusters e series dodecafônicas.

O concerto marca o início de um novo momento para o grupo, que passou por reestruturação e valorização em 2013 e agora retoma seu enfoque originalmente planejado por Mário de Andrade, seu fundador, de divulgação da música brasileira erudita e a cappella.

O projeto de reestruturação do Coral Paulistano proposto pela FTMSP e pela Secretaria Municipal de Cultura visa ainda promover a descentralização e difusão da música coral na cidade de São Paulo. Dessa forma, o programa do primeiro concerto será reapresentado no dia 30/03 no Teatro do CEU Butantã, com a participação do Coral Infantil da instituição e no dia 01/04 no Centro Cultural São Paulo, abrindo a temporada de concertos eruditos do espaço. As duas apresentações têm entrada franca.

Ao longo da temporada, o Coral Paulistano Mario de Andrade vai apresentar vinte programas dedicados à música erudita brasileira, além de quatro composições inéditas feitas sob encomenda para o grupo.


O Coral Paulistano é patrimônio cultural da cidade de São Paulo e não pode ser extinto!!
Criado em 1936, por iniciativa de Mário de Andrade, com o objetivo de ser um veículo de difusão da música coral brasileira, o Coral Paulistano está prestes a se dissolver por determinação da atual gestão do Theatro Municipal de São Paulo.
A história da música coral não pode ser jogada fora com um gesto administrativo em prol da "equiparação com as grandes casas de ópera do mundo" que mantem apenas um coral. Devíamos nos orgulhar de manter também um grupo especializado em música brasileira e contemporânea, ainda mais sabendo que sua criação foi um dos muitos desdobramentos do movimento modernista da Semana de Arte Moderna de 1922.
Não se joga a história de um país no lixo!!